Tags

, , , , , , ,

“a heresia, por exemplo, é um crime e um pecado muito mais graves do que o abuso de menores”

via Logos: Abuso de menores e relativismo na Igreja – por Nuno Serras Pereira.

«E tomando um menino, colocou-o no meio deles, abraçou-o e disse aos seus discípulos: Quem receber um desses meninos em meu nome, é a mim que recebe; e quem me receber, não me recebe a mim mas Àquele que me enviou” ». (S. Marcos, 9, 36 – 37)

« Disse, depois, aos discípulos: “ É inevitável que haja escândalos, mas ai daquele que os causa! Melhor seria para ele que lhe atassem ao pescoço uma pedra de moinho e o lançassem ao mar, do que escandalizar um só destes pequeninos.” » — (S. Lucas, 17, 1 – 2).

Não devemos confundir a forma com o conteúdo. A doutrina específica da Igreja Católica é a forma; a palavra de Jesus Cristo é o conteúdo.

 

Embora no tempo de Jesus não existisse, na cultura antropológica, o aborto institucionalizado (não obstante fosse praticado pelas elites decadentes em Roma), nestas duas passagens dos Evangelhos, Jesus Cristo condena o aborto (S. Marcos) e o abuso de poder e de confiança sobre menores (S. Lucas).

A minha não-discordância com o Padre Serras Pereira consiste no fato de eu considerar que a palavra de Jesus Cristo está acima da heresia em relação a qualquer doutrina de qualquer igreja terrena. Mais importante do que ser considerado herético pela Igreja Católica, é tentar seguir os ensinamentos de Jesus Cristo.

A pergunta que se faz é a seguinte: ¿existe uma relação de causa e efeito entre a heresia em relação à doutrina da Igreja Católica, por um lado, e por outro lado, a relapsia em relação ao seguimento da mensagem de Jesus Cristo? A minha resposta é: não, necessariamente. Por exemplo, existem outras confissões religiosas cristãs que defendem escrupulosamente o seguimento da palavra de Jesus, e no entanto são heréticas em relação à doutrina da Igreja Católica. Por exemplo, a Igreja Ortodoxa.

Não devemos confundir a forma com o conteúdo. A doutrina específica da Igreja Católica é a forma; a palavra de Jesus Cristo é o conteúdo.

 

http://espectivas.wordpress.com/2012/12/30/nao-devemos-confundir-a-forma-com-o-conteudo/

Anúncios