Tags

, , , , , ,

Seu Creysson agarante! (y)

Dizem que o boca a boca é a melhor ferramenta de marketing que existe. E se pararmos pra pensar, é mesmo: eu, você, acredito que todos nós recorremos às opiniões de gente como a gente antes de comprar qualquer coisa. Mas e quando esse sistema é sabotado? Você pode não perceber, mas muitas “opiniões de clientes” e “avaliações” na web são fabricadas. É uma cilada, Bino!

O leitor Vinicius Pequeno descobriu que uma mutreta do tipo está rolando no Brasil. Ele estranhou o texto abaixo e depois, com os incríveis poderes da pesquisa do Google, viu que a mesma avaliação consta em vários produtos, de livros e tênis, passando por perfumes e até bonecas da Barbie (hey, desde quando bonecas têm botões e manual de instruções?):

“Quando decidi que era este o produto, eu já estava satisfeita com as suas funcionalidades e passei a comparar preço nas lojas. Quando recebi em casa, o produto me encantou ainda mais. É mais compacto do que eu imaginava, seus botões e imagens são realmente intuitivos e o manual é tão completo que é preciso conter a vontade de partir logo para a utilização.”

Se por aqui testemunhamos o nascer dessa fábrica de textos prontos infestando sites de e-commerce e recomendação de produtos, lá fora a coisa é tão séria que motivou a criação de um algoritmo que detecta avaliações falsas e atiçou a ira do Google, que prometeu combater de frente essa prática nada legal.

As avaliações de produtos no Brasil infelizmente não são tão populares e/ou úteis como em sites como a Amazon, mas fica sempre a esperança de que isso se reverta. Esperança que diminui com a constatação de que já estão fraudando o sistema antes mesmo dele se tornar popular, mas mesmo assim… sonhar não custa nada, certo? [Valeu, Vinicius!]


Gizmodo Brasil

Anúncios