AGORA QUEREM USAR A MINHA BOCA…
Por Caio Fabio
Durante muitos anos todos queriam que eu falasse o que desejasse; qualquer coisa…
Depois de 1998 ninguém queria mais que eu pregasse… Até alguns que viveram a vida toda dizendo que eu tinha que pregar até morrer!… Sim, até eles passaram a dizer que não queriam mais que eu pregasse…
Fiquei quieto por dois anos e meio…

Declarei que não mais me envolveria com o movimento “evangélico” a fim de poder viver o Evangelho sem associação com o movimento que leva o nome da qualidade do Evangelho [evangélico] — a fim de não me identificar com algo que era um estelionato em relação ao Evangelho.

Então me chamaram de anticristo, de sedutor, de adultero, de desviado, de apostata, de traidor, de tudo o que não presta… Demônio era o tratamento mais comum entre 1999 e 2003.
Depois foi um dilúvio de cartas, sim, tão logo iniciei meu site…

Os temas eram as taras dos crentes: pastores, suas esposas, líderes, e todo tipo de gente; basta ver as milhares de cartas no meu site.

A “igreja” que me acusava de ter me divorciado e de ter me tornado adultero em razão disso, agora, anos depois, quando milhares e milhares me lêem e vêem todos os dias, tanto no site quanto da Vem&Vê TV, escrevem-se dizendo como devo usar a minha influência para ajudar os evangélicos.
E mais: agora querem que eu não diga mais o que sempre disse; e que eles usavam para, depois de 1998 [antes nunca…], justificar a minha apostasia da fé… Como agora milhares e milhares me lêem, ouvem e assistem todos os dias, querem me usar para que a igreja evangélica não seja vista como ela é…
Mas eu não tenho mais o que dar…

Hoje, no Papo de Graça, mostrei um documentário no qual um homem possuído pelo diabo buscou ajuda nas igrejas e não achou; veio a ser liberto por uma menina simples, mas que cria em Jesus de verdade. Como o homem do documentário disse que foi a todas as igrejas e ninguém se dispôs a ajudá-lo ou a visitá-lo…, um crente que assistia o Papo ficou zangado…
Ora, ao fim do documentário ele, o crente zangado, escreveu no espaço de interatividade do site da Vem&Vê TV que o documentário era tendencioso, pois deixava a igreja numa posição negativa…
Fiquei chocado…

Tudo no documentário exaltava a Jesus, mas o moço crente não se alegrou com a libertação que Jesus trouxe ao homem, e somente se doeu ente o fato de que a igreja foi mostrada de modo negativo; o que nada mais era do que fato verdade dado aos fatos expostos…

Quanto mais vejo e observo […] mais vejo que a “Igreja” é o “Deus” de grande parte dos crentes!
São “idolatras” da “igreja”!

Até Jesus só pode ser glorificado se a “igreja” for também!

Sim, Jesus não tem glória ante os olhos dos crentes se a “igreja” não for glorificada junto…

E o pior é que os “cabeças” da “igreja” pensam assim e ensinam que assim seja…

Como diz o Salmo há aqueles que são como serpentes venenosas que não aceitam ouvir o canto do encantador que as levaria a não morderem com veneno…

Quando Jesus voltar encontrará muita crença na “igreja”, mas nenhuma fé Nele mesmo!

Até quando Senhor?

Mas não descansarei…

Pregarei até o dia do meu fim como voz nesse mundo!

Nenhum homem calará a minha boca…

Senhor, minha boca está aberta; enche-a com a Tua Palavra!
Anúncios